Taxas de Clique (CTR) nas SERPs do Google para diferentes tipos de consultas

Este é post é uma tradução livre do artigo postado no SEOMoz, escrito por um de seus leitores e submetido à seção YouMoz. A SEOMoz reafirma que as opiniões do autor abaixo são inteiramente próprias e podem não refletir as opiniões da SEOmoz, Inc. O link do artigo original esta no fim do artigo.

A tradução foi feita por Marcus Bianco, consultor de Marketing Digital e especialista em SEO da IWS – Intelligent Web Solutions.

Os especialistas da Bluerank vêm analisando pesquisas na web e concluíram algo que muitos que trabalham com marketing de busca imaginam. As pesquisas nos buscadores são baseadas em usuários, e para alcançar os melhores resultados, temos que compreender suas ações.

CTR1O autor explica: “Eu estava interessado em taxas de cliques (CTR) em páginas de resultados de busca do Google. É óbvio que a posição em páginas de resultados de pesquisa do motor é vital. No entanto, é tão importante que existem três tipos principais de palavras-chave, e essas palavras-chave podem ter diferentes taxas de clique. Para descobrir se essa tese é verdadeira, eu conduzi um estudo”.

Breve Explicação da Metodologia

O autor construiu um banco de dados com 14,507 pesquisas, seus CTRs e posições médias. Os dados foram obtidos a partir Google Webmaster Tools a partir de diferentes tipos de sites (incluindo e-commerce, site institucional, site da empresa e sites de Classificados). O banco de dados coletado inclui várias consultas, o que dá uma perspectiva mais ampla.

Cada consulta foi analisada e marcada da seguinte maneira:

  • Como MARCA se contivesse o nome de domínio
  • Como “CONSULTAS PRODUTO” se eles continham nomes de produtos
  • Caso não se encaixasse nas alternativas anteriores, foram marcadas como “GERAL”.

É possível encontrar a metodologia expandida no final do post.

As principais conclusões:

  1. A principal conclusão desta análise, segundo o autor, é que, dependendo do tipo de consultas que um usuário faz, suas ações ao pesquisar na web diferem.
  2. Durante a preparação do plano para projetos de longo prazo de SEO, podemos assumir prioridades para diferentes tipos de palavras-chave.
  3. A última conclusão diz respeito à questão dos termos de cauda longa que não podem ser ignorados. Websites tem que estar preparados corretamente para oferecer boas páginas de entrada (landing pages) para consultas de termos de cauda longa.

Priorização de palavras-chave para projetos de SEO

É óbvio que a obtenção de posições elevadas nos rankings das ferramentas de buscas é importante. Mas se você quiser priorizar consultas e planejar para atingir as mais altas posições com CONSULTAS MAIS IMPORTANTES, seria melhor começar com consultas de produtos, em seguida, com buscas genéricas, e depois disso com buscas de marca.

CTR Médio de Todas as Consultas

CTR médio de todas as consultas

Como você pode ver no gráfico acima, a primeira posição é a mais popular (52% dos cliques) para todas as consultas (nada de novo). Mais importante, o total de CTRs médios das consultas do top 10 equivale a 208%. Isto significa que os usuários clicam mais de duas vezes nos resultados de primeiro lugar nas SERPs (páginas de resultados de busca). É óbvio que as consultas top 5 trazem enorme tráfego para o site, mas os usuários muitas vezes vão mais fundo nos resultados do Google, e a visibilidade de um site em mais posições também pode ser rentável. Ou seja, quanto mais resultados nas páginas de busca melhor.

CTR médio de consultas de marca

CTR médio de consultas de marca

O estudo concluiu que se os usuários fizerem consultas de marca, a posição na SERP permanece menos importante do que a média, para todas as consultas no estudo. Embora seja importante, a média total da CTRs nas 10 principais consultas somam 306%, o que significa que os usuários clicam mais de três vezes nos sites em primeiro lugar na página de resultado. Isso poderia ser o resultado do fato de que os usuários não se preocupam com as posições para tais frases, ou eles estão tentando encontrar o que estão procurando em vários tipos de fontes: sites de empresas, blogs, lojas on-line, perfis sociais, e assim por diante.

CTR médio de consultas de produtos

CTR médio de consultas de produtos

É claro que quando os usuários buscam por produtos, o primeiro resultado é mais importante (CTR médio para primeira posição é de 53%). O total da média do CTRs é de 208%, então podemos afirmar que os usuários clicam em mais de dois resultados. Isso pode resultar da comparação de ofertas em páginas diferentes. Se os usuários não encontrarem produtos que procuram na página do primeiro resultado, eles vão continuar procurando mais nas SERPs. (Mais informações sobre CTRs em páginas de resultados estão no final deste estudo).

CTR Médio de Consultas Genéricas

CTR Médio de Consultas Genéricas

Para consultas genéricas (que não relativas à marca e produto), o gráfico CTR médio parece muito natural.

Abaixo você pode encontrar resumido o gráfico para todas as consultas testadas, incluindo marca, produto e CTRs de consultas genéricas.

Grafico resumo das CTRs de todos os tipos de consultas

Como é possível ver no gráfico, as CTRs médias para todos os produtos e consultas gerais são muito semelhantes. A CTRs média de consultas de Marca parece artificial, mas podemos ter certeza de que os usuários se importam menos com posição na SERPs, quando fazem consultas de marca.

Consultas de cauda longa

Abaixo é possível ver as CTRs médias para consultas de cauda longa, contendo 3, 4 e 5 palavras.

Consultas de cauda longa - 3 Palavras-chave

Consultas de cauda longa - 4 Palavras-chave

Consultas de cauda longa - 5 Palavras-chave

É claro que quando os usuários fazem suas buscas mais e mais específicas, os resultados são cada vez mais precisos. Para consultas construídas com 4 e 5 palavras, a visibilidade sobre as posições mais elevadas torna-se cada vez mais importante.

Vamos dar uma olhada nas CTRs médias para posições de 1 a 10, para frases de cauda longa construídas com 3, 4 e 5 palavras.

CTRs médias para posições de 1 a 10 - 3, 4 e 5 Palavras-chave

CTR para posições de 1 a 10 em cosultas de cauda longa

Como pode ser visto no gráfico acima, na consulta mais precisa, o mais importante é alcançar as posições mais elevadas em SERPs. Consultas de cauda longa são muito importantes por causa da enorme qualidade de tráfego que geram. A conclusão surpreendente é que quando os usuários usam consultas mais longas, elas abrem mais páginas de diferentes sites em seus resultados. O total de CTRs médias nos resultados top 10 melhores de consultas de cauda longa (3 palavras) é 227%, para consultas de cauda longa (4 palavras) é 233%, e para consultas de cauda longa (5 palavras) é de 249%. Nós só podemos presumir que esse fenômeno ocorre porque as páginas de resultados de ferramentas de pesquisa atendem as necessidades dos usuários e incentivam os usuários a visitar mais de um site.
Dados Adicionais para Outras Páginas de Resultados

Durante a análise, o autor, também reuniu os dados de CTR médias para páginas de resultados de outras posições (11-20, 21-30 e 31-40). Devemos lembrar que o Google Webmaster Tools fornece dados para outras posições, mas o denominador utilizado para o cálculo da CTR é diferente para o número da página de resultados 1, 2, 3, e assim por diante. Isto ocorre porque é baseado no número de visualizações de páginas, não o número de pesquisas. A CTR em páginas de resultados adicionais pode também ser distorcida pela busca universal, levando a acreditar que os dados para outras páginas de resultados podem ser menos precisos do que para o primeiro.
Abaixo você pode ver as CTRs médias para páginas de resultados adicionais, nas seguintes consultas:

CTRs médias para outras páginas de resultados

Metodologia completa

Na primeira parte do estudo, o autor construiu a base de dados de consultas, as suas CTRs, e suas posições médias. Todos os dados foram coletados a partir do Google Webmaster Tools de diferentes tipos de sites.

Foram avaliados dados dos seguintes sites:

  • comércio eletrônico de roupas
  • comércio eletrônico de drogarias
  • comércio eletrônico de saúde e beleza
  • instituições de ensino superior
  • empresas de joias
  • que oferecem letras de músicas
  • 2 classificados de animais de estimação e animais em geral.
  • websites de classificados de maquinaria pesada

O banco de dados coletados inclui várias consultas, que nos dá alguma perspectiva mais ampla. Todas as consultas foram coletadas de sites poloneses, entretanto, o autor tem certeza que as conclusões podem ser aplicadas para todos os idiomas. O banco de dados inclui 14507 consultas. Depois de ter recolhido todas as palavras-chave, foram arredondadas para cima as posições médias.

Finalmente, cada consulta foi analisada e marcada na categoria apropriada. A consulta foi marcada como “marca” se contivesse o nome de domínio, mas foi verificada manualmente no caso de haver algumas consultas de nomes de domínio dos sites escritas incorretamente. Descobriu-se que os usuários cometeram alguns erros com bastante frequência. Por exemplo, se a palavra-chave continha um pequeno erro, também foi marcada como palavra-chave da marca. As consultas foram verificadas e marcadas como “produto” se eles continham nomes de produtos. Se a consulta não era nem marca nem do produto, foi marcado como “Genérica”.

CTR Todas as consultas

Após a análise, nos deparamos com:

  • 14.507 consultas no total
  • 418 consultas de Marca
  • 11.684 consultas de Produto
  • 1.795 consultas Genéricas
  • 3.538 consultas de cauda longa contendo 3 palavras
  • 1.638 consultas de cauda longa que continham 4 palavras
  • 809 consultas de cauda longa com 5 palavras
As Conclusões Finais
Dependendo do tipo de consultas que os usuários fazem, suas busca na Web diferem. Temos que lembrar desse fato ao planejar projetos de SEO de longo prazo. Quando programarem o seu trabalho a longo prazo, priorizem as consultas dos produtos mais importantes para atingir as mais altas posições, em seguida, as perguntas gerais, e depois disso as consultas de marca. Colocar grande ênfase na otimização do site, para que ele ofereça boas páginas de entrada (landing pages) para essas consultas, é fundamental.